MITOS E VERDADES SOBRE O CHOCOLATE E A PELE

1490711391410749

  • Chocolate dá espinha?

Sim. O chocolate pode piorar o quadro de acne em pacientes predispostos. Ele, assim como outros carboidratos, tem alto índice glicêmico, aumentando a produção de insulina e, consequentemente, a produção sebácea.

  • Qual seria o chocolate mais aliado: amargo, ao leite ou branco?

O chocolate amargo e o meio amargo possuem maior quantidade de cacau e menor quantidade de manteiga de cacau e açúcar, tendo menor índice glicêmico.

  • Existe algum benefício em comer chocolate?

O chocolate é um ótimo antioxidante, ajudando na prevenção do envelhecimento e até de doenças cardíacas, desde que consumido em pequenas quantidades (30g/dia).

  • Chocolate dá a sensação de bem estar?

Sim. Após a ingestão do chocolate liberamos um hormônio chamado serotonina, que é responsável pela sensação de bem estar.

  • O consumo excessivo do chocolate pode causar algum malefício?

Sim. Pode contribuir para o aparecimento de diabetes, piorar o colesterol e triglicérides, além de favorecer o ganho de peso. Já seu consumo em excesso em um único dia pode causar náuseas, diarreia, dores de cabeça e irritabilidade.

Além das famosas barras, o chocolate também pode ser benéfico para o nosso corpo e muitas vezes é utilizado, por exemplo, em banhos de ofurô e tratamentos para cabelo e rosto, normalmente aplicados em Spas e salões de beleza.

Anúncios

10 erros que todo mundo comete durante o inverno

pele-ressecada-no-inverno

 

Nossa pele pede cuidados especiais com a chegada do inverno, já que essa é a temporada que mais causa danos à cútis.

Para te ajudar nessa missão, Cintia Guedes Mendonça, dermatologista, de São Paulo, explica quaissão os 10 erros que todo mundo comete durante o inverno e que acabam prejudicando a pele. Confira!

1. Não usar protetor solar

Mesmo que o sol não esteja tão forte, acredite que ele está lá e pode trazer danos à pele. Aplicar o protetor solar durante todos os dias é importantíssimo.

2. Não tomar água

No inverno, às vezes nos esquecemos de hidratar nosso corpo por não sentir tanta sede como no verão. Isso é um erro gravíssimo, porque a hidratação começa sempre de dentro para fora e vai ajudar a sua pele a ficar muito mais bonita.

3. Tomar banhos muito quentes

É comum as pessoas demorarem mais no banho no inverno com a água quente caindo pelo rosto. Porém, a água muito quente faz a oleosidade natural ir embora e faz com que a pele comece a descamar. Se isso acontecer é um sinal para diminuir a temperatura da água.

4.  Não hidratar a pele

A hidratação da pele nunca pode ser deixada de lado e na época mais fria do ano lábios, axilas e mãos tendem a ressecar ainda mais. Aposte no creme hidratante no corpo e em protetores labiais.

5. Usar base na pele seca 

Se você não vive sem base, o ideal é ter uma para o inverno e outra para o verão, mesmo porque nosso tom de pele muda de uma estação para outra. No inverno, a base deve ser mais umectante para que a pele não pareça ressecada ao longo do dia.

6. Não dar importância ao nível de umidade no ar

O umidificador de ar é uma das melhores coisas que você pode se dar nessa época do ano.  A umidade certa do ar deixa sempre a pele e os cabelos mais bonitos e ainda evita alergias.

7. Abusar dos produtos para acne

Produtos para acne são geralmente mais abrasivos na pele e devem ser evitados no inverno. Tônicos que levem álcool na composição devem ser substituídos por extratos botânicos.

8. Excesso de esfoliação a pele

Evite ensaboar demais e fazer muita esfoliação nessa época do ano, pois isso pode deixar a pele ainda mais seca e causar rachaduras.

9. Usar tocas e gorros em excesso

O uso desses acessórios aumenta ainda mais a oleosidade do couro cabeludo, fazendo com que se formem fungos e bactérias na região capilar. Dormir com os cabelos molhados também não é recomendado.

10. Molhar os lábios com a própria saliva

Muitas pessoas possuem essa mania, porém isso só faz com que os lábios ressequem ainda mais, causando até rachaduras. Para evitar isso, abuse dos batons hidratantes e umectantes labiais.

http://corpoacorpo.uol.com.br/corpo-e-rosto/cuidados-com-o-corpo/cuidados-com-a-pele-10-erros-que-todo-mundo-comete-durante-o-inverno/11583#

 

Principais tratamentos de estética no inverno

Você sabia que o inverno é uma ótima época para realizar tratamentos estéticos, principalmente os tratamentos a laser e os peelings? Sim! No inverno passamos uma quantidade de tempo menor expostos ao sol, o que é exatamente a contra indicação para quem faz algum tipo destes tratamentos.

Que tal aproveitar o friozinho para cuidar da pele?

Confira matéria da Doutora Cíntia Guedes, sobre tratamentos de estética no inverno, publicada no site da Gazeta Esportiva.

https://vidasaudavel.gazetaesportiva.com/bem-estar/principais-tratamentos-de-estetica-no-inverno/

Verrugas – É importante prestar atenção

5

As verrugas são lesões de pele benignas causadas pelo papilomavírus humano, mais conhecido como HPV. Existem diversos tipos de HPV e os causadores das verrugas não estão relacionados com câncer.
O contágio acontece através do contato com pessoas ou objetos infectados. Mas, é necessário que a pele tenha algum ferimento para que o vírus entre e provoque a verruga. Por esse motivo as verrugas são mais comuns em locais de trauma. Além disso, as verrugas podem se espalhar pelo corpo por autoinoculação.
As verrugas são mais comuns em pacientes com alterações da imunidade, como os portadores do vírus HIV e em crianças (a imunidade não está ainda completamente formada).
Existem diversos tipos de verruga:
– verruga vulgar – são as mais comuns. São lesões amareladas, irregulares e ásperas. Encontradas em dedos, mãos, joelhos, ao redor das unhas.
– verruga plana – são verrugas planas e lisas, comuns na face.
-verruga plantar – conhecidas como olho de peixe. São lesões amareladas geralmente com pontos pretos no seu interior. Provocam dor ao andar.
-verrugas genitais – os condilomas estão relacionados a HPV de alto risco para câncer.
As verrugas podem sumir sozinhas ou durar anos. Geralmente recomenda-se seu tratamento devido à chance de as lesões se espalharem e também pelo risco de contaminarem outras pessoas. As verrugas tem cura. Existem diversos tratamentos disponíveis como compostos  com ácidos, crioterapia e eletrocoagulação, porém cada tipo de verruga tem um tratamento mais adequado.
O tratamento deve ser individualizado e será escolhido de acordo com idade, números de lesões, entre outros fatores.
Nunca tente tratar sua verruga em casa! Procure um dermatologista para que ele verifique se realmente trata-se de uma verruga e te indique o tratamento mais adequado.

Cuidados diários com a pele

sem-titulo-1

Para garantir uma pele jovem, saudável e bonita é importante ter cuidados diários. Além dos hábitos alimentares saudáveis e a realização de atividades físicas, é fundamental beber 2 litros de água por dia. Também fique longe do cigarro!

1. Retire a maquiagem

A maquiagem faz parte do dia a dia das mulheres e o hábito de retirá-la também deve ser incorporado à sua rotina. A maquiagem obstrui os poros e promove o envelhecimento precoce. Utilize um demaquilante adequado para seu tipo de pele antes da lavagem.

2. Lave o rosto

Lavar o rosto duas vezes ao dia é fundamental para manter a saúde da pele e evitar o entupimentos dos poros, favorecendo o aparecimento de cravos e espinhas, além do envelhecimento precoce. A primeira lavagem deve ser feita pela manhã para retirar a oleosidade produzida durante o sono e a segunda, deve ser feita  à noite para retirar o acúmulo de oleosidade, resíduos de maquiagem e outros produtos, poluentes e poeira.

É recomendável usar um sabonete adequado para o seu tipo de pele, preferencialmente, líquido.

Utilize sempre com água fria, porque a água quente estimula a produção de oleosidade, assim como o hábito de lavar o rosto mais de duas vezes ao dia.

3. Tonifique

Os tônicos ajudam a remover os traços de óleo, sujeira e maquiagem que o sabonete pode ter deixado durante a limpeza.

4. Esfolie

Esfolie a pele duas vezes por semana. Retirar as células mortas é importante para dar uma aparência mais viscosa à pele e estimular a renovação celular.

5. Hidrate

Uma boa hidratação auxilia na manutenção do viço e da beleza da pele, além de manter a integridade da camada de proteção cutânea e evitar problemas como descamação, ressecamento, envelhecimento precoce, irritações e infecções.

Assim, diariamente, é preciso usar hidratantes adequados a cada tipo de pele e específicos para o rosto e para o corpo. É bom lembrar que as peles oleosas também precisam de hidratação. Nesse caso, recomenda-se usar um produto oil-free, que é à base de água e não aumentará a oleosidade da pele.

Evite o uso excessivo de sabonetes, buchas, banhos muito quentes e prolongados, principalmente no inverno.

6. Proteja

A exposição à radiação ultravioleta tem efeito cumulativo e penetra profundamente na pele, sendo capaz de provocar diversas alterações, como o bronzeamento e o surgimento de pintas, sardas, manchas, rugas e outros problemas. A exposição solar em excesso também pode causar tumores benignos (não cancerosos) ou cancerosos, como o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma. Por isso evite exposição excessiva ao sol.

A maioria dos cânceres da pele está relacionada à exposição ao sol, por isso todo cuidado é pouco. Ao sair ao ar livre procure ficar na sombra, principalmente no horário entre as 10h e 16h.

Use sempre protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de 30 ou maior. O produto deve ser aplicado ainda em casa, e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada. É necessária aplicar uma boa quantidade do produto, equivalente a uma colher de chá rasa para o rosto e três colheres de sopa para o corpo, uniformemente, de modo a não deixar nenhuma área desprotegida. O filtro solar deve ser usado todos os dias, mesmo quando o tempo estiver frio ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens.Cubra as áreas expostas com roupas apropriadas, como uma camisa de manga comprida, calças e um chapéu de abas largas.

Óculos escuros também complementam as estratégias de proteção.

Procure um dermatologista para que ele indique qual o produto mais adequado para a sua pele. Lembre-se que cada pele, assim como cada pessoa possui necessidades individuais!