Não deixe o melasma dominar sua pele 

O melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. A predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.

O melasma acomete principalmente mulheres, as quais representam 90% dos casos.

Melasma na gravidez

Também acontece em até 75% das gestantes e geralmente inicia-se no 2o trimestre de gravidez. Normalmente desaparece após em um prazo de até 1 ano após o parto, mas pode persistir em 30% das pacientes.

A dermatologista da Clínica Vitalli, Dra. Cintia Guedes Mendonça, explica que na gestação o tratamento deve ser feito somente com medicamentos seguros à mãe e ao bebê e devem ser tomadas todas as medidas necessárias para que as manchas não piorem. “É importante que a gestante seja bem orientada a tomar todos os cuidados possíveis, saiba que o melasma pode desaparecerem até 1 ano após o parto e que a terapêutica na gestação é limitada”, ressalta a médica.

Sintomas

Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer. Elas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados). Muitas vezes, as pessoas com melasma podem agravar a condição com um tratamento ou procedimento inadequado, ocorrendo piora importante das manchas.

Prevenção

A maior prevenção para o melasma é a proteção solar. As medidas de proteção devem ser realizadas diariamente, mesmo que o dia esteja nublado ou chuvoso. Como o melasma pigmenta também com a luz visível, os filtros solares comuns não protegem totalmente as pessoas com melasma. Por isso, devem-se associar à fotoproteção filtros físicos, que protegem da luz visível. Outra medida importante é a reaplicação do filtro solar para manter a proteção adequada durante todo o dia. As pessoas com melasma devem também utilizar roupas, chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e guarda-sóis. Toda a medida que evite a exposição solar da região acometida deve ser estimulada.

Tratamentos

Os tratamentos variam, mas sempre compreendem orientações de proteção contra raios ultravioleta e à luz visível, que deve ser redobrada quando se inicia o tratamento. As terapias disponíveis são o uso de medicamentos tópicos e procedimentos para o clareamento. Dentre os procedimentos mais realizados estão os peelings e aplicações de luzes ou lasers. É importante salientar, entretanto, que o tratamento do melasma sempre prevê um conjunto de medidas para clarear, estabilizar e impedir que o pigmento volte.

Anúncios